Crescimento será influenciado, diretamente, pelas expectativas favoráveis do setor externo

No Espírito Santo, o crescimento do PIB no acumulado do ano está em 1,70%. Para 2018, a expectativa é que a economia capixaba cresça 3,70%. Os dados são da LCA Consultoria e foram divulgados hoje no Boletim Econômico Capixaba, publicação mensal do Instituto de Desenvolvimento Industrial e Educacional do Espírito Santo (Ideies), entidade do Sistema Findes.

O crescimento será influenciado pelas expectativas favoráveis do setor externo. “Como o Espírito Santo possui uma estrutura baseada na produção e beneficiamento de commodities, o mercado externo tem um peso significativo na economia capixaba”, destaca o texto.

Setor de Petróleo e Gás

A atividade de petróleo e gás também terá impacto positivo, combinando a recuperação dos preços internacionais do barril no mercado e os leilões da ANP para concessões de exploração de áreas localizadas em território capixaba. A LCA projeta um crescimento de 2,71% para a produção física capixaba em 2018, o que significará dois anos de crescimento positivo, após queda superior a -18,00% em 2016.

Produção Industrial Capixaba

No acumulado do ano, a produção industrial total capixaba cresceu em 2,5%, o 8º melhor resultado do país (empatado com São Paulo). Os setores com os melhores resultados foram fabricação de produtos alimentícios (14,2%) e indústria extrativa (3,3%). Já os de menor desempenho foram a fabricação de produtos de minerais não-metálicos (-5,6%) e metalurgia (-0,7%).

O documento alerta que o setor industrial capixaba é promissor, mas alguns gargalos ainda precisam ser superados em 2018, para que investimentos importantes sejam concretizados nos próximos anos, como o Porto da Imetame, em Aracruz; o Ramal Ferroviário Vitória-Rio, que passará por 25 municípios do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, com capacidade para transportar diversas cargas; e a finalização da duplicação da BR 101.

Indicadores

O Boletim Econômico Capixaba é uma publicação mensal do Instituto de Desenvolvimento Industrial e Educacional do Espírito Santo (Ideies), entidade do Sistema Findes e apresenta as principais análises e indicadores econômicos da indústria, bem como aqueles referentes a setores relacionados e que impactam o desempenho industrial.

Acesse o boletim na íntegra


Fato Econômico Capixaba

O Fato Econômico Capixaba traz a apresentação direta de um tema que impacta a economia capixaba, dividido em três partes: a questão, os fatos e as implicações para o Espírito Santo.

Na edição de dezembro, o documento indicou que, embora tenha reduzido em dois pontos percentuais a participação na indústria extrativa nacional, o ES se manteve com a terceira maior indústria extrativa do país, responsável por 11,8% do total. Em primeiro lugar está o Rio de Janeiro (44,2%) e em segundo, Minas Gerais (15%).

Confira as edições de novembro e dezembro

Imprimir

Notícias Relacionadas