O último Boletim Econômico Capixaba, uma publicação mensal do Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), trouxe em destaque as perspectivas para a agenda econômica brasileira pós-Reforma da Previdência. O tema, assunto recorrente há mais de 20 anos no país, praticamente monopolizou a agenda política e econômica durante todo o primeiro semestre.

Após a primeira vitória na aprovação da Reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara dos Deputados, e contando com um ambiente externo favorável para países emergentes devido às perspectivas de queda das taxas de juros nos EUA e Europa, o Brasil alcançou o nível mais baixo para o principal indicador do risco país desde setembro de 2014 (veja gráfico), o que indica queda na percepção de risco em relação à capacidade de o Brasil honrar suas dívidas.

Com a confiança dos políticos e do mercado em alta pela aprovação final da matéria, o assunto Reforma da Previdência começa a abrir espaço para outros importantes temas na agenda do país.

A reforma tributária é o tema que promete ser o mais amplo, complexo e estruturante para a economia brasileira no pós-Previdência. Há quatro principais propostas de reforma tributária ganhando destaque hoje no país.

Os planos de privatizações e concessões também devem ser intensificados neste segundo semestre, incluindo o novo foco de atuação do BNDES, que pretende se desfazer de participações em empresas.

Outros assuntos importantes são a Medida Provisória da Liberdade Econômica, o Marco Legal do Saneamento Básico e o Novo Mercado de Gás, cujo programa foi recentemente lançado pelo Governo Federal.

Tabelas e planilhas à disposição

O Ideies está sempre em busca de inovar e proporcionar novos meios de acesso, consumo e interação com os dados e informações sobre a economia do Espírito Santo e do Brasil. A mais recente novidade é a disponibilização de todos os dados do Boletim Econômico Capixaba em formato diferenciado.

Além do Boletim completo, em formato PDF e com análises mais detalhadas, agora também está disponível uma planilha, em formato Excel, com todos os dados, gráficos e tabelas utilizados na publicação.

A intenção é proporcionar uma forma mais ágil de acompanhamento dos indicadores mensais, para aqueles que assim preferirem. Além disso, a disponibilização das informações em formato de planilha pretende facilitar o manejo dos dados por parte de pesquisadores e estudantes que desejem utilizá-los.

Clique aqui para baixar o arquivo completo (pdf) do Boletim de julho.
Clique aqui para baixar o arquivo de Gráficos e Tabelas (excel) do Boletim de julho.

 

Imprimir