O Fórum IEL de Gestão 2019 reuniu nesta quarta-feira (21), empresários e autoridades capixabas em torno do tema “Novos modelos de negócio transformando as empresas e o mundo”. O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) lançou também nessa oportunidade a  23ª edição do Anuário IEL 200 Maiores e Melhores do ES. A Petrobras encabeça o ranking das 200 maiores, que registraram no último ano uma Receita Operacional Líquida (ROL) de R$ 106 bilhões. “A gente tem o carinho e orgulho de reconhecer esses indicadores que são surpreendentes para um momento tão difícil da economia. Foi registrado um crescimento de 41% do Ebitda (sigla em inglês para lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização), o que nos dá muito orgulho”, comemora o presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Léo de Castro.

Castro ressaltou ainda os números animadores da inovação na lista dos maiores e melhores deste ano. “Medimos as maiores que tem base de inovação e verificamos que saímos de quatro para nove empresas de base tecnológica no Espírito Santo. Temos a ambição de elevar esse número para 40 nos próximos três anos. Nós na federação temos procurado estabelecer uma série de ações para que que possamos ser um estado onde as companhias ganhem competividade e produtividade de forma cada vez mais intensa. Queremos que elas possam romper das fronteiras do Espírito Santo, do país, ganhar cada vez mais relevância porque esse caminho é o caminho para distribuir bem-estar, criar oportunidade para todos e gerar riquezas”.

O governador Renato Casagrande afirmou ser o reconhecimento a essas empresas um momento de inspiração para continuar lutando por melhorias no estado. “Foi muito bonito ter visto os depoimentos de todos. A gente vê energia e ânimo numa hora difícil que o Brasil passa. Ver como vocês conseguem enfrentar essas dificuldades é uma demonstração de determinação, exemplo de inovação e de criatividade. O que um governador pode falar numa hora dessas? Temos desafios para melhorar o ambiente de negócios e outras áreas, mas posso assegurar que nós saberemos garantir uma estabilidade institucional no Espírito Santo, que faremos tudo ao nosso alcance para manter essa estabilidade”.

“Vamos continuar trabalhando muito forte. A Petrobras enxerga claramente que o Espírito Santo é uma das casas importantes para a Companhia. Vamos trabalhar cada vez mais para produzir óleo e gás com segurança. Temos muita gente competente zelando por isso”, salientou o gerente geral de operações, exploração e produção da unidade Espírito Santo da Petrobras, Ricardo Moraes.

Maiores e melhores

A Petrobras garantiu a liderança com uma ROL de R$ 29,1 bilhões; seguida pela Vale, com R$ 14,8 bilhões; e pela ArcelorMittal com R$ 9,6 bilhões. O Anuário analisou balanços de empresas de quatro setores diferentes (indústria, comércio, serviços e agronegócio), representando 46 atividades econômicas. Dos R$ 106 bilhões, 67% são oriundos da indústria, 19% do segmento de serviços, 13% do comércio, e 1% do agro. Das 200 maiores empresas, 134 estão localizadas na Região Metropolitana de Vitória, totalizando uma ROL de R$ 84 bilhões. Desde o início do estudo, em 1997, este é o ano de maior participação de empresas do interior Estado, que com 66 estabelecimentos representaram 33% das 200 Maiores.

A publicação traz ainda o ranking das Melhores empresas do Espírito Santo, a partir da pontuação de sete indicadores, como rentabilidade do patrimônio líquido, crescimento das vendas, margem Ebitda, dentre outros. Dentre as melhores indústrias, o destaque ficou para a Promel, com 20 anos de atuação no segmento alimentício; enquanto que o Shopping Vitória foi eleito como a melhor empresa geral.

Parcerias e aplicativo

Dentre as novidades do Anuário IEL 200 Maiores e Melhores do Espírito Santo está a parceria firmada com a Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças (Fucape), que utilizou ferramentas de Business Intelligence (BI) para chegar aos resultados e oferecer uma série de comparativos, trazendo mais credibilidade ao Anuário e servindo de base para a tomada de decisão dos gestores. Os novos referenciais comparativos permitem analisar os resultados da empresa em relação ao desempenho das empresas do mesmo setor listadas na Bovespa/B3.

“A Fucape busca a aproximação do mercado com a academia. Essa parceria com o IEL, entidade ligada à Findes, vem como uma forma de aperfeiçoar esse nosso trabalho, tratando informações das empresas, mostrando a realidade do mercado. Somos uma escola de negócios, que trabalha com a gestão, com os dados, com uma visão futura, com o negócio da empresa de modo geral. Fazer essa análise é nossa expertise. Coletamos os dados, processamos, analisamos e geramos informações úteis para alguém tomar decisões, seja o gestor ou o mercado”, disse o diretor-presidente da Fucape, Valcemiro Nossa.

Outra novidade que será lançada durante o 3º Fórum IEL de Gestão é o aplicativo do Anuário, desenvolvido pela Tegrus, empresa capixaba especializada em transformação digital, que contará com os dados de todas as 23 edições da publicação. Com essa ferramenta, todo o conteúdo poderá ser acessado on-line em qualquer momento de qualquer lugar. “Será possível fazer também pesquisas por palavras-chaves, garantindo mais facilidade e velocidade para a leitura de determinados conteúdos”, explicou Felipe Lomeu, Head of Growth da Tegrus.

Baixe o app!

Baixe aqui o Anuário IEL 200 Maiores e Melhores Empresas do ES 2019

Confira as fotos evento!

Por Marcella Andrade

Imprimir