Iniciativa é parte da Mobilização Capixaba pela Inovação

Os empreendedores do Espírito Santo ganharam um fundo de inovação que vai disponibilizar, nos próximos dois anos, R$ 80 milhões para financiamento de projetos. A iniciativa é parte da Mobilização Capixaba pela Inovação, lançada pelo Governo do Estado na manhã desta quinta-feira (11), em parceria com lideranças do setor produtivo e da academia.

Os recursos serão recolhidos junto às empresas que aderiram a programas de incentivo do Governo Estadual, iniciativa articulada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento (Sedes), pela Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes) e pelo Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades).

“É um momento muito importante. Fico feliz pelo alto nível de cooperação e por chegarmos no atual estágio. Agora vai acontecer. O entusiasmo tem que ser dobrado porque estamos começando um movimento com recursos em caixa e separados para serem investidos em inovação. Ao invés de competir, precisamos estar conectados”, destacou o governador Paulo Hartung.

Para o presidente da Findes, Léo de Castro, a Mobilização busca atender as reais necessidades do mercado. “A inovação precisa gerar produtividade e ampliar a competitividade das empresas. O mundo globalizado exige a melhoria dos processos, fazendo mais com menos, quer seja no transporte, na agricultura, na indústria, no comércio, nos serviços ou no setor público. O Espírito Santo inicia hoje um ciclo que vai contribuir para a transformação socioeconômica do Estado”, argumentou Castro.

Os recursos serão destinados a projetos selecionados por meio de editais, avaliados por um comitê misto, coordenado pelo Governo. Participam: Findes; Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes); Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes); Universidade Vila Velha (UVV); secretarias estaduais de Desenvolvimento (Sedes), Agricultura (Seag), Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti); Sincades; e movimento Espírito Santo em Ação.

Alinhamento

A Mobilização Capixaba pela Inovação prevê o alinhamento dos programas de inovação promovidos por empresas e entidades do setor público e privado – a exemplo de Vale, ArcelorMittal Tubarão e Fibria. “Queremos dar densidade ao ecossistema de inovação no Espírito Santo, criando soluções que atendam a um interesse comum e promovam o desenvolvimento da economia capixaba”, detalhou o diretor regional do Senai, Mateus de Freitas, um dos envolvidos na elaboração do programa.

“Concentramos em um só esforço a efervescência e as boas ideias das universidades e institutos federais; a experiência das grandes empresas com programas de inovação e os desafios que mobilizam jovens empreendedores; a articulação das instituições de representação, induzindo o surgimento de bons projetos; além de um Governo empreendedor”, enaltece o presidente da Findes.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, a Mobilização melhora o ambiente de negócios. “A inovação é um pilar de competitividade, torna a economia mais dinâmica e cria oportunidades para os capixabas, estimulando novos negócios. Essa iniciativa vai complementar as ações que já estamos desenvolvendo para melhorar o ambiente de negócios do Espírito Santo e estimular o empreendedorismo”, afirmou.

Imprimir

Notícias Relacionadas