O Conselho Temático de Inovação e Tecnologia (Conptec) da Findes assumiu o desafio de acompanhar e propor melhorias na Lei de Inovação do Espírito Santo. Criada em 2012, a lei estimula e fomenta ações de inovação nas empresas capixabas.

Foi criado um Grupo de Trabalho (GT) multidisciplinar com o objetivo de atualizar a lei existente com a inclusão de itens do novo Marco Legal de Ciência e Tecnologia e com as contribuições dos atores do ecossistema de inovação do Estado, geradas através de workshops realizados desde o ano passado.

Participam do GT membros do Conptec, da Findes, da Arcelor, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), da Secretaria de Desenvolvimento (SEDES) e especialistas em Captação de Recursos.

Atualmente, o Conptec tem acompanhado a SECTI na defesa do projeto junto ao Governo. A expectativa do GT é que o texto seja submetido à votação na Assembleia Legislativa até junho.

Para o presidente do Conselho, Franco Machado, as indústrias têm consciência de que é fundamental investir continuamente em inovação. “Há diversas formas de fazer isso e estamos particularmente empenhados em criar ferramentas para aumentar o investimento em inovação tecnológica no Espírito Santo, viabilizar a inserção de mestres e doutores nas empresas e aproximar as indústrias dos centros de pesquisa e desenvolvimento. ”, defende.

Alguns dos projetos que o Conptec acompanha em 2018:

  • Acompanhamento e colaboração na Proposta de atualização da Lei de Inovação do Espírito Santo;
  • Apoio na elaboração do Mapa do Ecossistema de Inovação do ES;
  • Identificação de mecanismos de fomento à inovação.

Saiba mais sobre o Conselho Temático de Inovação e Tecnologia.

Imprimir