Documento traz sugestões para candidatos a prefeito do Estado

Governar um município é tarefa que exige planejamento e criatividade, especialmente diante da crise que o Brasil enfrenta atualmente. A queda generalizada de arrecadação nos municípios, apontada em relatório do Tribunal de Contas da União, revela que os próximos anos demandarão empenho e organização por parte dos prefeitos para uma boa gestão.

Foi pensando nisso que o presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, lançou hoje, dia 25 de agosto, a “Agenda Para o Desenvolvimento das Cidades Capixabas 2017-2020”. O documento, elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), traz sugestões técnicas para os 78 municípios do Espírito Santo.

 

O lançamento foi realizado durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Regional (Conder), com participação dos vice-presidentes institucionais da Findes – representantes da indústria no interior do Estado. A próxima etapa do lançamento prevê encontros para entrega do documento aos candidatos a prefeito nas 14 regionais da Federação.

Segundo o presidente Marcos Guerra, a iniciativa da Findes visa à qualidade da gestão pública nos municípios. “A crise política e a crise econômica causaram queda generalizada na arrecadação, o que exigirá ainda mais empenho e criatividade dos prefeitos. Apontamos caminhos que poderão tornar nossas cidades melhores para morar, investir, trabalhar e visitar”, argumentou.

“É preciso entender que não há mais espaço para amadorismo, populismo, apadrinhamento político e assistencialismo na gestão pública. O bom prefeito deve dizer não para gastos desnecessários, cortar custos com firmeza, estimular o desenvolvimento sustentável e as PPPs; deve ter uma visão holística da cidade e da região, pensando em soluções perenes”, complementou.

 Por Rafael Porto

Imprimir