A edição de outubro do Fato Econômico Capixaba, publicado pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), joga luz sobre as oportunidades que o Fundo Brasil-China de Cooperação para Expansão da Capacidade Produtiva (Clainfund), iniciado no final de junho deste ano, pode trazer para o Espírito Santo.

O fundo analisa projetos ligados a oito setores, tais como infraestrutura, energia, manufatura, agronegócio, tecnologia, entre outros. As iniciativas classificadas como prioritárias pelo Fundo Brasil-China são apresentadas a potenciais investidores, que devem financiar R$ 20 bilhões nos próximos anos – sendo R$ 15 bi de recursos chineses e R$ 5 bi de instituições financeiras nacionais.

Até o momento, 21 solicitações foram feitas ao fundo e quatro projetos foram submetidos à aprovação. Para o presidente do Sistema Findes, Léo de Castro, o Espírito Santo deve tentar captar recursos. “A ferrovia EF-118, a duplicação da BR 262 e os portos em Vila Velha, São Mateus e Presidente Kennedy representam projetos de R$ 10 bilhões, que poderiam ser submetidos à análise”, argumentou.

 

Saiba mais sobre o tema lendo a edição completa do Fato Econômico Capixaba

http://ideies.org.br/fato-economico-capixaba-as-oportunidades-para-o-espirito-santo-com-o-fundo-brasil-china/

 

Imprimir