Educação Maker estimula alunos a protagonizarem o próprio aprendizado

Mais de 20 profissionais, entre professores do Sesi-ES e instrutores do Senai-ES estão em Blumenau (SC) participando de uma capacitação sobre o modelo de educação Maker nesta sexta-feira (4) e sábado (5). Representantes das escolas de Cachoeiro, Campo Grande, Maruipe, Civit, Cobilândia, Linhares e da Rede Sesi vão conhecer metodologias e técnicas de ensino que colocam o aluno como protagonista do próprio aprendizado.

Ainda durante este mês, um segundo grupo de profissionais das unidades de Jardim da Penha, Laranjeiras, Araçás, Porto de Santana, Aracruz e Colatina também participam da formação que incentivam o protagonismo dos alunos no aprendizado

Como funciona a Educação Maker

Você com certeza já ouviu a expressão “Faça Você Mesmo” ou “Do It Yourself”. Se não dita por alguém pessoalmente, em um vídeo no youtube, em algum site ou programa de TV. A cultura do Faça Você Mesmo está cada vez mais presente em nosso dia a dia e faz parte de um conceito muito maior, chamado movimento maker, que está presente em startups, indústrias e empresas ligadas à tecnologia, além dos espaços abertos de incentivo à inovação que vêm se multiplicando nos últimos tempos.

A ideia é uma só: incentivar o protagonismo no processo de criação de novos produtos, serviços e, por que não, no aprendizado? Seguindo esta tendência, o Sesi ES está promovendo uma capacitação para os professores na cidade de Blumenau (SC) nos moldes de Educação Maker, que consiste em estimular a criatividade e a autonomia dos alunos no aprendizado. Assim, eles têm ferramentas e liberdade de estudar e absorver o conteúdo para muito além da sala de aula.

Na Educação Maker o professor passa a ser o mediador e estimulador da aprendizagem, incentivando os alunos a “colocar a mão na massa”, possibilitando engajamento maior entre o aluno, os conceitos, o professor e a aprendizagem em si.

 

 

Por Elaine Maximiniano

Imprimir

Notícias Relacionadas