gerente de petróleo e gás da Findes, Durval Vieira

Ampliar o diálogo e construir um relacionamento sólido com as comunidades, as organizações civis, os órgãos públicos e as empresas parceiras foram um dos objetivos do último encontro de apresentação dos investimentos ambientais da ArcelorMittal Tubarão, realizado no último dia (14), no edifício Findes.

O gerente de Petroleo e Gás da Findes, Durval Vieira abriu o encontro ressaltando a importância dos investimentos feitos pela empresa. “São mais de R$ 1,1 bilhão em investimentos até 2023, para tornar a ArcelorMittal mais sustentável e competitiva. Nosso trabalho é atuar para promover parcerias entre as empresas capixabas nesse grande projeto”, reforçou.

Durante o evento, a gerente de Sustentabilidade e Meio Ambiente na ArcelorMittal Tubarão, Jennifer Coronel apresentou o Termo de Compromisso Ambiental (TCA), mostrando ainda um balanço do que já foi realizado até o momento e o que está programado.

O TCA reúne uma série de medidas que estão sendo adotadas pela empresa para reduzir as emissões atmosféricas.

Ações finalizadas – Na apresentação feita, foram enfatizadas as ações antecipadas pela empresa mesmo antes do prazo firmado no TCA. São elas a instalação de novos equipamentos lava rodas na CASP, o controle da altura das pilhas do Pátio de Carvão e o lonamento de caminhões na Coqueria Heat Recovery. Todas essas medidas, com prazo de 12 meses para implementação, já estão em funcionamento e em fase de validação.

Programa Evoluir

Criado pela ArcelorMittal Tubarão para garantir o cumprimento do Termo de Compromisso Ambiental (TCA) firmado com o Governo do Espírito Santo e o Ministério Público nas esferas Federal e Estadual em setembro de 2018, o Programa Evoluir é muito mais que um conjunto de metas e diretrizes. Ele requer o esforço e a dedicação de cada um para que a Empresa e todos que fazem parte dela possam de fato EVOLUIR nos aspectos relacionados à redução das emissões atmosféricas.

Fique por dentro do Evoluir

  • Mais de R$ 1,1 bilhão em investimentos até 2023
  • 131 metas de redução de emissões atmosféricas
  • 114 diretrizes para cumprimento imediato
  • Mais de 248 planos a serem implementados (310 ações)

Estrutura de governança

Assegurar o cumprimento das metas assumidas é tão relevante que a empresa criou uma estrutura de governança para acompanhar a implementação das ações. Essa equipe contempla a criação de gerência de engenharia dedicada aos projetos de meio ambiente, definição de um gestor em cada departamento dedicado às ações do TCA e definição de um Coordenador Geral do Projeto (Project Management Office – PMO) responsável pela integração das áreas e acompanhamento/fiscalização da execução dos projetos e ações, e a contratação de empresa independente com experiência em gestão ambiental para suportar o programa. Para auxiliar na gestão do programa, foi desenvolvida uma metodologia de controle, onde cada ação, para evoluir até alcançar o estágio final “Nível 5” (Sustentação), passará por sucessivas verificações e validações da estrutura de governança.

Imprimir